Salsinha crespa
Petroselinum crispum

Perejil Rizado
Curled Parsley
Persil Frisé

Histórico

Da família da salsinha, os gregos antigos já a usavam para coroar os vencedores de jogos, para decorar canteiros e em tratamentos medicinais. Foram os romanos os primeiros a consumí-la como alimento. Em banquetes, era oferecida aos convidados para prevenir intoxicação. Originária da Europa, é a erva mais consumida neste continente.

Uso culinário

Ideal como decoração, a salsinha crespa dá um toque elegante quando acrescentada ao prato antes de serví-lo. De aroma suave e agradável, é largamente usada no preparo de saladas, sopas, molhos e temperos em geral.

Uso terapêutico

Rica em vitaminas A e C, alivia o mau hálito e promove o enriquecimento da pele. Com uso moderado, é indicada no tratamento de inflamações das vias urinárias, cálculos renais, retenção de líquidos e distúrbios menstruais.

Observação importante:
Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

Replantio

Para que sua planta continue a crescer e tenha maior longevidade é recomendado o replantio.
Em um vaso maior, em uma jardineira ou em um canteiro de jardim sua planta encontrará uma área de solo mais ampla, favorecendo a continuidade do desenvolvimento de sua raiz.
Respeite as características descritas no quadro abaixo. Elas indicam as condições ideais para o sucesso do replantio.
Luminosidade Água Granulação do solo argiloso      médio      arenoso
Fertilidade do solo Espaçamento
20 cm
Crescimento
30 cm
Ciclo
Bianual
Vigor
Vigorosa

Dicas do agrônomo

Possui as mesmas características culinárias da lisa. O porte da planta é menor, pois as folhas, mais enrugadas, formam ramos em forma de bolas. Devido a essa característica, a salsa crespa produz mais que a lisa, na mesma área e é mais recomendada para pequenas áreas de cultivo.

Receitas com Salsinha crespa

Espaguete à Marinara
Sopa Fria de Pepino